Realização

Apoio

Histórico

O sucesso do primeiro I Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda (26 e 27 de agosto de 2010), que contou com apoio FAPESP e da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP, mostrou-se potente, aglutinando cerca de 170 participantes e 73 trabalhos publicados em e-book de autoria de pesquisadores doutores nacionais e internacionais (Portugal e Espanha), doutorandos e mestrandos na área de várias instituições das cinco regiões do país. 

 

Já o II Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda (30/06 a 01/07/2011), contou com 156 inscritos, 110 participantes das cinco regiões do país e com representantes internacionais do Chile, Espanha e Portugal, o que resultou num conjunto de 02 (duas) conferências principais, um painel da pesquisa em Publicidade na Espanha, Chile, Portugal e das cinco regiões do Brasil, totalizando 08 (oito) relatos do panorama da pesquisa em comunicação publicitária nos contextos mencionados.

  

Na terceira edição do evento realizado em 24 e 25/05/2012 tivemos 175 inscritos, 92 trabalhos publicados em E-book,  que contou com 16 conferências nacionais (de todas as regiões do País) e internacionais (Portugal, Espanha, Chile) e 17 sessões simultâneas dos Gts. Fica evidente o crescimento do evento. Ver (PEREZ e TRINDADE, 2012).

 

Em 2013 (22 a 24 de maio), no IV Pró-Pesq PP, o evento obteve o reconhecimento institucional com financiamento do CAPES, da FAPESP e da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP, mostrando-se forte e demarcando no campo comunicacional do Brasil o seu espaço como lugar privilegiado das reflexões acerca da comunicação publicitária, propaganda, mídias e consumo, atraindo a presença de pesquisadores doutores de todas as regiões do país. O evento ainda contou com representantes da Espanha, Portugal, Chile, Colômbia e Argentina. Foram 153 inscritos de todas as regiões do País. Os Estados representados foram: PA, CE, RN, PE, GO, DF, MG, ES, RJ, SP, PR, SC, RS. Entre autores e coautores dos trabalhos, não necessariamente inscritos no evento, registramos: 141 autores ou coautores (doutorandos, mestres, mestrandos, especialistas, graduados e graduandos) e 92 trabalhos com autores ou coautores doutores. Isso institui o caráter de encontro que valoriza a pesquisa na área. A publicação em e-book conta com 149 trabalhos. Trata-se da maior publicação nacional de trabalhos na área publicitária. Ver (TRINDADE e PEREZ, 2013).

 

No V Pró-Pesq PP (21 a 23/05/2014) registramos que o evento conquistou maturidade e regularidade, oferecendo tempo para discussão qualificada dos trabalhos em todas as suas atividades. A 5ª edição do evento foi executada com apoios CAPES, FAPESP e Cultura e Extensão da USP também fica evidente que o evento existe para discutir pesquisas, uma vez que, praticamente todos os seus participantes  apresentam algum trabalho, fruto de uma pesquisa.   No Pré-Evento tivemos o II Colóquio de Graduação em Publicidade: dilemas e perspectivas  com a discussão - Por uma epistemologia do Currículo em Publicidade e Propaganda com 4 trabalhos. Esse conjunto de pesquisadores trouxe contribuições que auxiliam a área a pensar questões  referentes ao futuro processo de reformulação das Diretrizes Curriculares da área. Ainda no Pré-evento – tivemos uma homenagem ao Centenário da Morte de Charles Sanders Peirce: a semiótica e suas possibilidades à investigação da Comunicação Públicitária com 3 trabalhos com importantes pesquisadores especialistas no autor (Lúcia Santaella, Júlio Pinto e Maria Ogécia Drigo). Durante o evento em si, como sempre, houve  as conferências internacionais principais:  02 - uma do Canadá e uma de Portugal. Realizamos o lançamento de 06 títulos de livros de autores ou co-autores participantes do evento. Também realizamos o II Colóquio de pesquisadores  em Publicidade e Propaganda com  5 mesas, 26 trabalhos  e de 30 dos principais pesquisadores da área de publicidade, com representantes todas as regiões do país e docentes estrangeiros  do Chile, Portugal e Espanha. O evento desde sua primeira edição mostra forte diálogo com estes países. Dez trabalhos exibidos como pôsteres de trabalhos com alunos de graduação; 12 sessões e 81 trabalhos de GTs (Propaganda e linguagem  3 sessões e 24 trabalhos;  Propaganda e tendências 3 sessões e 20 trabalhos; Propaganda ética e ideologias 2 sessões 11 trabalhos; Formação em Publicidade e Propaganda 2 sessões e 12 trabalhos; Propaganda e Mercado 2 sessões e 14 trabalhos.).

 

Pela descrição, percebe-se que os GTs de Propaganda e Linguagem  e Propaganda e Tendências tiveram  3 sessões simultâneas, enquanto os demais GTs garantiram duas sessões simultâneas. Isso aponta para um caminho de equilíbrio das temáticas dos trabalhos nos Gts.  Esclarecemos também que, inicialmente, estavam previstas 10 sessões simultâneas de GTs. Mas, foram encaminhados 111 trabalhos, dos quais 81 foram aceitos pelos pareceristas. Nesse sentido,  cabe destacar que os trabalhos das sessões dos GTs foram avaliados por três membros do comitê científico do evento. Os pareceres positivos colocaram a organização do evento na  demanda de aumentar em duas sessões, respeitando assim os pareceres dos Comitê Científico, que auxiliou na organização do evento na montagem das sessões dos GTs como  no E-book. No geral das atividades do evento, contamos com a presença de professores e  alunos de pós-graduação dos seguintes PPGs em Comunicação:  Comunicação e Semiótica da PUC-SP, PPGCOM/USP, PPGCOM/UFSM, PPGCOM/ESPM, PPG/UFG-GO, PPGCOM/PUC-MG, PPGCOM-PUC-RJ, PPGMídia e Cotidiano UFF-RJ, PPGEM/UFRN, PPGCOM/UFPE, PPGCOM/UNB, PPGCOM/UFPR, PPG-FABICO UFRGS, PPGCOM/UNISO, PPGCOM/UFS-SE e PPGCOM/USCS-SP, PPGCOM Univ. Tuiuti-PR,  PPGCOM/UFC e PPGCOM/UFRJ. Totalizando a presença de 19 Programas da área de comunicação. 

 

Nesse sentido, manifestamos a importância do financiamento Capes.  Tal recurso foi fundamental para a realização do II Colóquio de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda, possibilitando a presença de pesquisadores nacionais da área ligados ao PPGs em Comunicação do País e que estimulam seus orientandos a participar do evento.  Esse fato é o principal indicador de que o evento tem crescido e se consolidou em seu formato, pois o público do evento tem se mantido com algumas renovações marginais/periféricas em relação ao seu núcleo de pesquisadores. Em função disso, destacamos que quatro pesquisadores não puderam ser financiados pela Capes,  pelo fato de que a verba não foi suficiente. Três participaram do evento com recursos próprios e um com recurso da IES de origem. Alertamos para este aspecto,  pois isso pode implicar numa justificativa para aumento do recurso junto à Capes. Estados representados: Norte- PA; Nordeste- PE, RN, CE e SE; Centro-Oeste: DF e GO; Sudeste- MG, SP, RJ; Sul - PR, SC e RS.  Países representados: Canadá, Portugal, Espanha, Chile. Números de autores: 185; Número de inscritos: 156; número de pesquisadores participantes 40; 99 Pós-graduandos e profissionais participantes; 17 alunos graduação participantes. Da origem nacional dos pesquisadores, 12 eram de SP e 28 de outros Estados; dos Pós-graduandos e profissionais, 29 são de SP e 70 foram  de outros Estados.  De graduação, houve apenas 01 aluno de SP e  os demais (16) eram de outros estados. Este dado é revelador da consolidação de um importante espaço acadêmico nacional sobre os temas da publicidade e Propaganda, comunicação e consumo que mobiliza pesquisadores e pós-graduandos de todo País.

 

Em 2015, a sexta edição realizou o III Colóquio de graduação – Proposição de pesquisa coletiva sobre Memórias e saberes docentes: trajetórias na publicidade, que também contou com a apresentação de 03 trabalhos. Nas atividades do congresso propriamente ditas registramos as Conferências principais (01 da França, 01 da Espanha e 02 nacionais). O VI Colóquio Pesquisadores em Publicidade e propaganda -23 trabalhos, 19 PPGs em Comunicação do País participam do evento. Além disso, o encontro apresentou 02 autores do Chile e 02 autores Espanha e 02 autores Portugal. Nos grupos de trabalho o GT1 – Propaganda e linguagens registrou 29 trabalhos; o GT 2 – Propaganda e tendências registrou 22 trabalhos; GT 3 – Propaganda, ética e ideológicas registrou 8 trabalhos; o GT 4 – Formação em publicidade e propaganda registrou 7 trabalhos; GT 5 – Propaganda e mercado registrou 16 trabalhos. Total de trabalhos nos GTs: 82; Total de pôsteres: 21. Total de trabalhos apresentados, incluindo Colóquios e conferencias, 133 trabalhos publicados no e-book.

 

O VII Pró-Pesq PP realizado  na PUC Rio,  demarcou a descentralização do evento de  sua origem, acontecendo na cidade do Rio de janeiro e contou no primeiro dia  com IV Colóquio de Graduação, 02 conferências internacionais (Inglaterra e  EUA)  e 02 Nacionais; Colóquio de Pesquisadores em Publicidade como 5 mesas  e cerca  de 33  trabalhos e  as sessões do 5 GTs que totalizaram mais de 80 trabalhos e 30 apresentações em pôsteres. O evento teve apoio da FAPERJ, CAPES e  Pró-Reitoria de Pós-graduação  da PUC Rio.

 

O VIII Propesq em 2017 foi realizado na UFPE em Recife,  e deu continuidade ao Processo de descentralização da ABP2 de  São Paulo, também de forma exitosa. Realizamos o  V Colóquio de pesquisadores de Graduação e  fez-se a primeira mesa sobre a Pós-graduação em Publicidade e Propaganda, bem como foram realizadas mais  4 mesas todas no Colóquio de Pesquisadores em Publicidade. Além das 12 sessões dos 5 GTs que totalizaram mais de 80 trabalhos publicados no E-book.  O evento contou com apoio FACEPE E Pró-Reitoria de Pesquisa da UFPE e CAPES. E trouxe pesquisadores  da Espanha, Portugal e Chile.

 O IX Propesq foi realizado entre 23 e 25/05 de 2018, nos âmbitos do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo e  do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da   Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.  O evento apresentou as atividades do V Colóquio de Graduação em Publicidade e II Colóquio de Pós-Graduação em Publicidade e  VII Colóquio de pesquisadores  em Publicidade  com 13 comunicações internacionais (Espanha, Portugal, Chile, Perú e Bolívia)  e  25 nacionais, além de  contar com 79 trabalhos  distribuídos  em sessões de seis GTs e pôsteres, mobilizando a participação de 172 Associados da  ABP2.  Uma vez mais a edição do Propesq recebeu apoio financeiro da Fapesp para as passagens internacionais e diárias e também da Direção e do CRP da ECA USP. O Evento totalizou 117 trabalhos publicados em e-book com financiamento ABP2 e Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da ECA/USP e PPGCOM/USP. 

Entre os principais objetivos alcançados com a realização das nove edições anteriores do evento, registramos:

- O fato de o que o encontro contribui para a consolidação da Associação Brasileira de Pesquisadores em Publicidade (ABP2), registrando 182 associados de todas as regiões do país;

 

- Colocou a ECA/USP, a UFPE e PUC Rio como instituições aglutinadoras de pesquisadores de referência na área da Comunicação em Propaganda e Publicidade: mercado e consumo; discutiu a formação de pesquisadores e os campos de atuação desses profissionais no cenário acadêmico Brasileiro;

 

- Valorizou institucionalmente as ações de pesquisa na área da Comunicação em Propaganda e Publicidade, mercado e consumo; promove a discussão científica em torno da Comunicação em Propaganda e Publicidade, mercado e consumo em âmbitos nacional e internacional;

 

- Promoveu ótima articulação do GP de PP da Intercom e do GT Comunicação e Consumos da Compós (criado há 4 anos) contribuindo para o fortalecimento do núcleo duro de pesquisadores desses eventos referenciais da área. Apresenta vários resultados, com destaque para a incorporação da segunda geração de pesquisadores formada em nível de pós-graduação.

 

- Discutiu e decidiu em Reunião Anual da ABP2 de 2012 a construção de um formato de evento que possibilitasse o encontro e o diálogo entre os pesquisadores (Doutores e Pós-graduandos) da área, para que estes não ficassem espalhados em várias sessões simultâneas, bem como também favorecesse o espaço específico de produção cientifica de  discentes de graduação da área  de publicidade, propaganda e consumo. O formato foi implementado com sucesso em 2013 e manteve a mesma estrutura em 2014 e 2015, 2016, 2017, 2018 e em  2019 assume  o seu caráter internacional, Incluindo o I Colóquio Internacional de  Pesquisadores em Publicidade. O evento conquistou regularidade e periodicidade definida em suas realizações, bem como teve apoio Fapesp em todas as suas edições e apoio Capes em 2010, 2011, 2012 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 e apoio do CNPq em 2010, 2011, 2012 e 2013. Desse modo, acreditamos ter dado conta de todos os objetivos previstos para o Propesq PP - Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda. Destaca-se que o Apoio FAPESP tem sido fundamental para a internacionalização do evento.

 

O evento, agora na sua décima edição, tem correspondido a um desejo coletivo de seus participantes, que consiste na consolidação da ABP2. Pode-se afirmar que esta iniciativa foi um marco na história do campo comunicacional, com foco nos estudos da publicidade, da propaganda e da midiatização do consumo, pois demarcou a maturidade e capacidade de organização dos pesquisadores desta área de interesse.  E na busca de atender as decisões da reunião dos sócios da ABP2 em 2019, o Evento X Propesq PP mantém seu formato (Pré–evento – VI Colóquio de Graduação e III Colóquio em Pós-graduação em Publicidade e Propaganda); Evento (I Colóquio  Internacional  de Pesquisadores em Publicidade com cinco conferências; VIII Colóquio de  Pesquisadores em Publicidade e Propaganda com 7 mesas; apresentações de trabalhos com até 14  sessões de sete GTs e apresentações em Pôsteres para trabalhos com alunos de  graduação). Essa delimitação visa  garantir uma estabilização das dimensões do evento e propiciar a qualidade na seleção dos trabalhos.  Trazendo algumas inovações como o I Colóquio Internacional de Pesquisadores em Publicidade e III Colóquio  de  Pós -graduação em Publicidade e  a  redefinição e ampliação do Gts de 6 para 7, ampliando de 12 a 14 as  sessões paralelas de GTs. E os Trabalhos com alunos de graduação serão destinados às sessões de pôsteres, com capacidade para aceitar até 50 trabalhos. Todos os trabalhos de GTs, Pôsteres e conferências serão publicados na íntegra no e-book do evento.

 

Por fim, cabe destacar o papel da ABP2 neste processo.  Criada em 2010, com seu registro legal consolidado em 2012, a ABP2 visa à realização de suas atividades no campo da comunicação e encontra abrigo novamente na instituição que foi pioneira na pesquisa e na formação qualificada de pesquisadores na área de Publicidade e Propaganda, que pela décima vez recebe nomes importantes na pesquisa desta área. 

 

Tal iniciativa pode ser vista na perspectiva de campo científico dada por Pierre Bourdieu (1983, p. 137), como uma iniciativa de difusão da inovação, que busca a afirmação de um tipo de produção do conhecimento no campo interdisciplinar da comunicação sobre os fenômenos da publicidade e das comunicações para o consumo.  A partir de Everett Rogers (1962, p.5), a difusão de inovação pode ser entendida como “Diffusion is the process in which an innovation is communicated through certain channels over time among the members of a social system”.

 

Assim, a realização deste evento busca dar continuidade a um processo já iniciado e que mostra,  após uma década, a consolidação de um  subcampo da pesquisa sobre a comunicação publicitária,  almejando se consolidar como um espaço de circulação de ideias inovadoras que aglutine os pesquisadores desta área de interesse específica na comunicação, com a finalidade delinearmos os contornos e avanços dados no campo a partir de seus fenômenos.  Mais ainda, o fato do X Propesq PP acontecer em São Paulo na sua cidade  de origem,  indica a maturidade do evento e a necessidade de se ampliar o seu alcance, divulgando-o junto a outros PPGs e, portanto, mais pesquisadores e discentes que carecem de fóruns como este para discutir questões pertinentes sobre os estudos da Publicidade, Propaganda e Consumo. 

 

Manifestamos, mais uma vez, que os apoios FAPESP, CNPq, CAPES, FAPESP,  FACEPE e FAPERJ, Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP  foram fundamentais ao longo desses dez anos para a realização desta empreitada,  que ao mesmo tempo, indica a valorização da pesquisa em publicidade e propaganda nacional.   Com este relato, esperamos construir uma relação de confiança e credibilidade junto à FAPESP, o que permitirá continuidade do nosso trabalho.

 

Os organizadores.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Referências

 

BARBOSA,I.S; TRINDADE, E. Momento crítico da publicidade e Propaganda: avanços, retrocessos e perspectivas. In Anais.  Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – INTERCOM. Belo Horizonte: PUC- Minas Gerais. 2003. NP – Publicidade e Propaganda.  

BOURDIEU, P. O campo científico. In ORTIZ, R. (org). Pierre Bourdieu. São Paulo. Ática. 1983.p.137.

ROGERS. E. Diffusion of innovations. New York: Free Press. 1962.

TRINDADE, E.  Caminhos  para pensar a formação docente em Publicidade e Propaganda. In AQUINO, V. A USP e a invenção da propaganda. 40 anos depois.  São Paulo: FUNDAC. 2010. P. 105-118.

Os e-books do Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda 2010 e 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, no  site www.eca.usp.br/propesq.